A artista plástica e estilista poços-caldense Alessandra Vaz teve 90 % do corpo queimado na última segunda-feira (7) no distrito de Mury, no Rio de Janeiro. Uma amiga, Daniela Mousinho, também foi atingida. O crime foi praticado pelo ex-companheiro Rodrigo Marotti, que tentou fugir mais foi preso.

As vítimas estão internadas em estado grave em um hospital de Nova Frigurgo-RJ. Segundo os noticiários, a polícia informou que Rodrigo foi até a casa da ex por volta das 22h30, quando iniciou uma discussão com Alessandra, com quem mantinha um relacionamento. Na casa estavam o autor e duas amigas. Antes de deixar o imóvel, Marotti teria declarado que desferiu golpes com uma tesoura nas mãos e nádegas de Alessandra, depois trancou ela e Daniela na casa e ateou fogo no imóvel.

O homem fugiu em seguida. Os vizinhos ouviram os gritos de socorro das vítimas e acionaram o Corpo de Bombeiros. As duas mulheres foram resgatadas e encaminhas com 90% do corpo queimado para um hospital municipal, sendo transferidas em razão da gravidade do ferimento.

O autor foi preso instantes depois ao se envolver em um acidente de trânsito. Ele confessou o crime. Ao prestar depoimento, afirmou que era sócio de Alessandra e que foi até a casa dela para cobrar a parte que lhe cabia na sociedade. Relatou ainda que ambos discutiram e que ele acabou “perdendo a cabeça”. A artista plástica é dona de uma galeria de arte e moda em Mury, a AZ Pintando Moda, e também de lojas no centro de Poços de Caldas e no bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro.

 

O post Poços-caldense tem 90% do corpo queimado em incêndio provocado pelo ex apareceu primeiro em Poços Já Cidade.