Marco Aurélio Gracioli, de 49 anos, sofreu um acidente um acidente na tarde da última quinta-feira (12) e passou quase quatro horas preso na cabine do veículo até ser socorrido. Ele segue internado na Santa Casa de Poços apenas em observação, já que seu quadro é considerado bom.

Caminhão caiu em ribanceira da BR-146 (foto: Corpo de Bombeiros)

Marco, que é casado e pai de dois filhos, passou por momentos difíceis. O caminhão que ele conduzia caiu em um barrando e a cabine bateu em uma árvore, pressionando a vítima. Quando o socorro chegou ele estava confuso e começou a perder a consciência à medida que o tempo passava.

Os bombeiros fizeram o que puderam para acelerar o desencarceramento. Mas a caçamba do caminhão estava pendurada pelo gancho do chassi, sendo necessário desestabilizar a caçamba, para que ela pudesse cair pelo barranco, retirando assim o peso que puxava o caminhão contra a árvore. Na seqüência, outro guincho foi usado para estabilização total do chassi do caminhão.

Com o caminhão completamente estabilizado, os bombeiros começaram a cortar pequenas partes da porta e retirar partes da estrutura metálica da cabine do caminhão, o banco e por fim elevar a cabine, o que veio a liberar completamente a vítima. Em seguida, o motorista foi imobilizado pelo Samu e levado para a Santa Casa.

No hospital ele foi atendido e apresentava apenas escoriações. Devido à gravidade do acidente, o médico optou por mantê-lo em observação ainda nesta sexta-feira, mas seu quadro de saúde é considerado bom.

O post Caminhoneiro segue hospitalizado, mas deve ter alta em breve apareceu primeiro em Poços Já Cidade.