Seguindo o calendário vacinal do Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde está intensificando a vacinação da triviral (sarampo, caxumba e rubéola) na população. A campanha está sendo feita nos postos de saúde e é uma medida preventiva, uma vez que houve um surto de sarampo na cidade de São Paulo.

“Fizemos um alerta para as unidades de saúde quanto à importância de manter o calendário vacinal em dia e, se aparecer caso suspeito, notificar imediatamente o serviço de vigilância epidemiológica para realização de medidas de controle”, informa a coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Prefeitura, Juliana Loro.

A vacinação é a única maneira de prevenir a doença. Precisam ser vacinadas todas as pessoas até os 49 anos que não tenham o registro da vacina contra o sarampo em suas carteiras de vacinação.

Há uma preocupação especial às crianças, que são o grupo de maior risco em adquirir a doença, além de jovens de 15 a 29 anos, público-alvo da atual campanha de vacinação contra o sarampo. O esquema vacinal contra o sarampo para crianças é de uma dose aos 12 meses e outra aos 15 meses de idade.

Quem não tomou a vacina quando criança, até os 29 anos, deve receber duas doses da tríplice. Dos 30 aos 49 anos é recomendada uma dose única.

Profissionais de saúde também devem ser vacinados, independentemente da idade. Quem já teve sarampo não precisa tomar a vacina porque a imunidade decorrente da invasão persiste para o resto da vida.

A vacina é gratuita e está disponível nas UBSs Centro, Country Club, São Jorge, Regional Leste e Sul, e nos PSFs Cascatinha, Ponto da Cascata, Esperança 2, Kennedy 1 e 2, Quisisana, Santa Rosália, Vila Nova, Dom Bosco, Nova Aurora, Jd. São Paulo, Santa Augusta, Pq. Pinheiro, Itamaraty 3, São José e Caio Junqueira.

Sarampo

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. A doença caracteriza-se principalmente por febre alta, acima de 38,5°C, tosse, coriza, conjuntivite e manchas vermelhas e pequenos pontos brancos que aparecem na mucosa bucal.

Não existe tratamento específico para o sarampo. É recomendável a administração da vitamina A em crianças acometidas pela doença, a fim de reduzir a ocorrência de casos graves e fatais.

 

O post Vacinação da triviral está à disposição da população até 49 anos apareceu primeiro em Poços Já Cidade.