Familiares e amigos de Stefani Fernandes, que morreu no último sábado (22), na Espanha, correm contra o tempo para conseguir o dinheiro do translado do corpo para Poços de Caldas. O valor estimado é de R$ 18 mil, dos quais cerca de R$ 8 mil já foram arrecadados. Os organizadores da vaquinha online explicam que muitos boletos foram gerados, mas ainda não foram pagos. Agora a família disponibilizou uma conta para depósito, que podem ser em qualquer valor: agência 0145, conta poupança 00035038-0, da Caixa Econômica Federal, em nome de Elidiane Carla Marinho, CPF 058.193.676-00.

Stefani tirou a própria vida no último sábado em Madri

Stefani tirou a própria vida no último sábado (22) e sofria de depressão. Ela estava morando na Espanha há dois anos, mas era de Poços, onde passou a maior parte da vida. Para o translado o valor é de € 4.050, aproximadamente R$ 18 mil. A vaquinha foi lançada ainda no domingo (23) e até a publicação desta reportagem já haviam sido arrecadados R$ 8.157.

Segundo os organizadores, a esperança é que este valor suba, já que foram gerados boletos que somam R$ 15 mil, mas muitos ainda não foram pagos. O pedido é que esses pagamentos sejam feitos o quanto antes, pois o prazo para a realização do translado termina na sexta-feira (28), quando todos os débitos já devem estar pagos. Vale lembrar ainda que existe um tempo de compensação dos boletos, por isso o pedido de urgência no pagamento.

Vídeo

Em um vídeo a mãe de Stefani Fernandes, Maria Gonzales, falou com as pessoas através do Facebook. Bastante abalada, ela contou que está medicada, praticamente dopada, para não entrar em pânico. Ao lado do marido, Natan Marinho, e do filho Antonio, de 4 anos, ela conta que perder a filha é doloroso, ainda mais para a depressão.

“A gente precisa de ajuda para fazer o translado do corpo, não é barato e não temos esse dinheiro. Tentamos parcelar ou fazer um empréstimo, mas não conseguimos”, conta.

Com isso a família vem contando com a ajuda de familiares, amigos e da população que se solidarizou com a causa, tanto em Poços quanto na Espanha. “Queria pedir que quem puder nos ajude, cada centavo é importante. Agradeço de coração a todo mundo que está nos ajudando, que já doou, estamos sofrendo e precisamos levar nossa menina embora, pra que todos possam se despedir”, explica Maria.

Ao final do vídeo, o padrasto de Stefani não segura as lágrimas. Ele permanece o tempo todo ao lado da mãe, que ao final também se entrega ao choro.

Alerta

Ainda tentando entender como a depressão devastou sua família, Maria ainda tem forças para fazer um alerta aos pais de outros adolescentes que sofrem do mesmo mal: “Minha filha se foi e que isso sirva de lição para outros pais, que possa ajudá-los, porque a depressão é uma doença maldita e muitas vezes as pessoas não sabem quantas vidas foram tiradas por ela”, explica.

A própria Stefani já tinha falado da questão em suas redes sociais. Ela postou uma imagem com a frase: “O cara mais feliz do rolê pode ter depressão. Até porque depressão não é o oposto de alegria. É bem mais complicado que isso”.

A frase dela fica clara nos depoimentos dos amigos no perfil, que hoje é um memorial. São inúmeros relatos de uma menina alegre, inteligente e prestativa. Os depoimentos ainda mostram amigos se sentindo culpados por não terem ajudado enquanto Stefani ainda estava viva.

O post STEFANI | Ainda faltam R$ 10 mil para traslado do corpo apareceu primeiro em Poços Já Cidade.