Réu foi preso após bater o carro durante a fuga (foto: Poços Já)

Paulo Henrique Lima está sendo julgado por uma sessão de júri popular nesta terça-feira (30), acusado de ter matado Alana Silva Santos, à época com 25 anos, esfaqueada e queimada. O caso aconteceu em julho de 2015.

De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público, no dia 14 de julho de 2015, na rua Augusto Pomarico, no bairro Dom Bosco, Paulo desferiu golpes com uma faca e ateou fogo no corpo de Alana,  o que acabou causando sua morte. Durante o crime, a filha do casal, com um ano de idade na época, presenciou tudo e quase acabou sendo vítima também.

Como o crime foi praticado contra mulheres, esposa e filha do acusado, ele foi denunciado por feminicídio.

Após cometer o crime o autor deixou a casa e fugiu em seu carro; vizinhos entraram na casa e salvaram a criança, mas a mulher já estava morta. O autor foi preso instantes depois, após bater o carro no pedágio de Águas da Prata/SP.

Ao ser preso, Paulo confessou o crime. Ele disse aos policiais que havia comprado álcool para se matar, mas acabou discutindo com a mulher. Durante a briga, ele a esfaqueou nas costas e no peito, depois ateou fogo.

O post JÚRI | Acusado de matar a esposa senta no banco dos réus apareceu primeiro em Poços Já Cidade.