Camila Novais Lima, de 28 anos, foi morta em Andradas no último sábado (16). Ela foi agredida com tijoladas na cabeça e teve o rosto e o tórax queimados. A polícia ainda aguarda um laudo do Instituto Médico Legal (IML) para comprovar se ela foi abusada sexualmente.

Vítima foi encontrada pela manhã (fotos: Jornal Andradas Hoje Regional)

De acordo com a Polícia Militar de Andradas, o corpo foi encontrado na avenida Doutor Bias Forte,  no sábado, por volta das 9h30.  A vítima trajada apenas um top estava e com diversos ferimentos. O rosto, por exemplo, estava coberto de sangue. Além disso, a mulher tinha com indícios de queimaduras.

Na cena do crime a polícia encontrou garrafas e tijolos sujos de sangue, objetos que podem ter sido usados nas agressões.

Camila tinha 28 anos

Ao sair em busca de informações sobre os autores do crime, a polícia conseguiu imagens de circuito de câmeras e uma delas gravou parte da ação, por volta das 3h. As imagens mostram a movimentação de pessoas entrando no terreno de um imóvel abandonado; um homem sai e retorna após 15 minutos. Uma terceira pessoa também deixa o local, carregando uma mochila.

A polícia tem a identificação de três suspeitos que estiveram com a vítima antes do crime, sendo eles: Fábio de Lima, 34 anos, Mauro Domingos Beraldo, 47 anos, e Anderson Gonçalves, 36 anos.

A ser encontrado, Anderson relatou que realmente esteve na companhia da vítima, juntamente com Mauro e Fábio, porém, permaneceu na praça e viu quando Camila subiu a rua acompanhada pelos outros dois indivíduos.

Mauro, ao ser localizado, estava com a mesma roupa que vestia na madrugada do crime, sendo observado na perna esquerda da calça uma mancha clara de cor vermelha. Já Fábio, além de confirmar que esteve com a vítima na noite anterior, ainda relatou uma cena de ciúmes entre ele e a vítima.

O trio foi encaminhado à delegacia de plantão de Poços de Caldas, onde foram ouvidos e liberados.

O post Mulher é morta e tem parte do corpo queimado apareceu primeiro em Poços Já Cidade.