A Operação Audacium, desencadeada na manhã de segunda-feira (11), pela Polícia Civil, terá novos desdobramentos. Pelo menos é o que garantem o chefe de polícia, Bráulio Stivannin, o delegado regional, Gustavo Manzoli, e o delegado Cleyson Brene, em coletiva na tarde desta terça-feira (12).Eles explicam que esta é a primeira fase de um trabalho de combate não só ao tráfico de drogas, mas principalmente à lavagem de dinheiro.

Stivannin pontuou que o trabalho é complexo, mas que este foi apenas o primeiro passo. “Vamos continuar trabalhando de forma pró-ativa na questão da lavagem de dinheiro, estamos criando o Núcleo Avançado de Combate à Lavagem de Dinheiro, no 18º Departamento, e o trabalho desencadeado é importante por trazer uma outra visão no combate a criminalidade”, diz.

O regional enalteceu que a primeira fase da operação desencadeada na segunda-feira tinha por objetivo desmantelar a organização criminosa e a venda de substâncias entorpecentes na região do bairro Vila Nova. “Teremos outras fases e novos resultados positivos virão. A equipe continua trabalhando no caso e esperamos que novas prisões ocorram. Uma operação como essa não pode se restringir a um único dia. Neste momento consideramos que os objetivos foram alcançados, já que as provas produzidas foram admitidas como plenamente satisfatórias para comprovar as condutas ilícitas imputadas aos envolvidos”, destaca.

Durante a coletiva foram apresentadas seis pessoas, sendo três homens e três mulheres, com diferentes funções dentro da organização, mas todas associadas de alguma forma à prática criminosa. Eles são familiares dos principais alvos ou trabalhavam na revenda dos entorpecentes. As mulheres seriam olheiras e responsáveis pela questão financeira, faziam depósitos, movimentações financeiras e até controle do estoque de drogas.

Investigação

Brene ficou à frente das investigações ao lado dos investigadores Bárbara, Nicole, Douglas, Paulo Silva e Sinval, ao longo dos últimos quatro meses. Ele esclarece que o trabalho era voltado para comprovar a lavagem do tráfico de drogas do bairro Vila Nova, em especial na rua Coronel Virgílio Silva.

“O ponto de tráfico de drogas ali, é provavelmente, um dos mais antigos da cidade e, por isso, a dificuldade em identificar os autores e efetuar suas prisões em flagrante. Optamos por estabelecer outra estratégia, usando outras ferramentas para combater o crime organizado. Nestes meses conseguimos a quebra dos sigilos financeiro, fiscal e bancário dos principais suspeitos, e por isso ampliamos para seus familiares. Por essa razão temos mulheres e genitoras de investigados presas. Elas tinham plena convicção das atividades ilícitas e colocavam carros e imóveis em seus nomes”, pontua Brene.

Seis pessoas foram apresentadas, sendo três homens e três mulheres ( fotos: Mariana Negrini/Poços Já)

Foram 1.400 páginas para compor o inquérito, nestas páginas são relacionados os vínculos de cada suspeito. No cumprimento dos mandados a polícia prendeu seis pessoas; apreendeu sete veículos, avaliados em R$ 300 mil; além de armas e munições. Foi realizada a expedição de medidas cautelares de sequestro de bens, avaliadas em R$ 1,2 milhão.

Armas e munições também foram apreendidas

O caso foi colocado em segredo de justiça, assim, até mesmo os advogados do acusado só terão acesso às informações com medida judicial. Além disso, os suspeitos que conseguiram fugir seguem sendo procurados, com mandados de prisão temporária, de 30 dias, cadastrados no sistema, e podem ser abordados e presos em qualquer lugar do Brasil.

A polícia garante ainda que na noite de segunda-feira o local foi monitorado e comprovou que o comércio de drogas na região parou. “Parou neste momento, não acreditamos que vá ficar silencioso por muito tempo. Mas, o monitoramento será efetivo, com o cumprimento de novos mandados, de prisão e busca e apreensão”, pontua o delegado.

Operação Audacium
A operação recebeu esse nome em razão da ousadia perpetrada pelos autores, estampada no dia a dia dos policiais, que são cobrados sobra a venda de drogas, tão próxima à delegacia.

O post OPERAÇÃO AUDACIUM | Polícia Civil diz que cumprimento de mandados ‘é só o começo’ apareceu primeiro em Poços Já Cidade.