Um rapaz de 20 anos foi encontrado morto dentro de uma fossa em Santa Rita de Caldas (MG), na tarde de domingo (10). Ele teria sido morto antes de ser jogado no poço, com um corte de cerca de 20 centímetros no pescoço, o que se trata de esgorjamento. A vítima é Ivan Henrique Florêncio de Almeida e o corpo foi localizado pela mãe do rapaz.

Autores chegaram a cavar uma cova, mas desistiram (fotos: Corpo de Bombeiros)

O Corpo de Bombeiros de Poços de Caldas (MG) foi acionado pela Polícia Militar de Santa Rita de Caldas, para retirar o corpo de dentro da fossa séptica, em uma propriedade localizada às margens da Rodovia do Contorno (MG-455).

No local os militares, com o uso de mangueira de borracha e corda, realizaram amarrações para retirar o corpo da fossa e liberá-lo para os trabalhos periciais.

Familiares encontraram o corpo e acionaram os órgãos de segurança pública.

A perícia levantou que, pelos indícios da cena do crime, ele foi morto em um barracão e levado até a área externa, onde foi iniciada abertura de um buraco para enterrá-lo. No entanto, os autores desistiram de cavar, abriram a tampa de concreto de uma fossa séptica artesanal e jogaram o corpo dentro, que ficou boiando nos dejetos fecais a aproximadamente 1,50m de profundidade.

Corpo foi jogado em fossa

Segundo a polícia, o corpo foi localizado pela mãe de Ivan. Ela contou que foi procurar o filho na sexta-feira (8), mas que teve informações de que ele não era mais visto desde a madrugada de segunda (4). Uma testemunha contou que naquela noite escutou uma briga no local e que um morador da residência foi visto cavando um buraco.

Mesmo após registrar o boletim de ocorrência, a mãe da vítima retornou à casa onde o filho estava hospedado e conversou com o rapaz que estaria cavando o buraco. Ele disse que não sabia do paradeiro de Ivan, mas que buscaria informações e que ela deveria retornar dali a meia hora. Mas, quando a mãe voltou, ele não estava mais lá.

Ao andar pelo local, ela encontrou os pertences de seu filho queimados no terreno em frente ao imóvel e posteriormente o corpo dentro da fossa.