A Polícia Civil deflagrou na quarta-feira (23) a Operação Capulus, nas cidades de Andradas (MG) e Ibitiúra de Minas (MG). A operação tinha 11 mandados de busca e apreensão e 11 de prisão preventiva. Oito pessoas foram presas, suspeitas de participar de quadrilhas especializadas em roubos de café.

As ações começaram no Departamento Estadual de Investigações de Crimes Contra o Patrimônio, que apurou um crime na cidade São Francisco de Paula (MG), no dia oito deste mês. Foram levadas 500 sacas de café, avaliadas em aproximadamente R$ 200 mil.

Para a operação foram 40 policiais civis empregados, além de uma tripulação de aeronave, que agiram de forma simultânea no combate ao crime e conseguiram tirar de circulação os oito suspeitos. Três pessoas seguem foragidas. Os policiais ainda apreenderam armas, munições e produtos subtraídos da cooperativa.

Armas e munições foram apreendidos (fotos: Jornal Andradas Hoje Regional)

A carga de café não foi localizada. A polícia acredita que a carga foi misturada com outra produção e vendida de forma legal.

Envolvimento e prisão

Presos vão ser transferidos

As investigações identificaram que Alexandre Lopes Pimentel, de 38 anos, vulgo “Xandinho”, seria o líder da organização criminosa. Ele foi preso em Ibitiúra de Minas, onde também foram detidos Marcio Aparecido Pimentel, 43, apontado como o responsável por clonar os veículos roubados e utilizados pela quadrilha, e os suspeitos José Carlos Costa Júnior, 35, Gilmar Donizete de Carvalho, 62, Márcio Fernandes, vulgo “Pirola”, 45, Fernando Semionato, 39, e Fabio de Oliveira Stela, 32. O suspeito Acácio Benedito Raimundo, vulgo “Dentinho”, 34, foi preso em Andradas.

Os investigados foram presos preventivamente pela prática de roubo qualificado. A Polícia Civil ainda realiza as buscas por Fernando Cristiano Lopes, 45, Luiz Carlos dos Reis, 58, e Diego Lima Raimundo, 35, que também eram integrantes da organização criminosa.

Os presos devem ser transferidos para a cidade de Oliveira, comarca que cuida da cidade de São Francisco de Paula, onde ocorreu o crime.