Edson Eugênio da Silva, conhecido como Testa, de 31 anos, está sendo procurando pela Polícia Civil de Alfenas (MG). Ele é acusado de ter realizado o julgamento de um adolescente e tê-lo sentenciado à morte. A polícia espera que com a divulgação das imagens do suspeito a localização dele aconteça em breve.

Polícia Civil procura pelo suspeito (foto: divulgação)

O caso foi divulgado durante entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (22) pelo delegado Marcio Bijalon. Ele falou sobre a localização de um segundo corpo, em um campo de desova, usado por criminosos da cidade, às margens da BR-369. O primeiro corpo encontrado neste local era do adolescente Wescley Correia Ribeiro de 17 anos.

As investigações apontam que o adolescente foi morto após ter sido sentenciado pela quadrilha. Ele era acusado de incendiar um ônibus em protesto pela morte de um traficante no presídio de Varginha.

Testa teria participado do tribunal do crime e da execução da morte do adolescente. Contra ele foi expedido um mandado de prisão preventiva.

Segundo Bijalon, o suspeito é considerado um autor de alta periculosidade do crime organizado. Qualquer informação sobre o paradeiro do foragido pode ser repassada à polícia através dos números 190, 197 e 181. O sigilo é garantido.

Além dele, as investigações apontaram o envolvimento de André Luis Esteves, conhecido como “Dé Negão”. Ele já foi preso semana passada e está recolhido em unidade prisional.

A polícia espera o reconhecimento do segundo corpo para verificar se há ligação entre os crimes ou se os autores identificados até agora estariam relacionados com a segunda morte.

Além disso, novas buscas serão realizadas na tarde desta terça-feira para verificar se outros corpos foram jogados na mata.