Um idoso de 69 anos foi morto a tiros na última sexta-feira (4), em Caldas (MG). O crime aconteceu na entrada do sítio dele e a polícia ainda busca informações sobre o autor. Um funcionário da vítima presenciou o crime.

A Polícia Militar foi acionada por volta das 22h por uma testemunha, de 29 anos, informando que o patrão havia sido morto na porta de casa. Aos militares ele contou que os dois tinham ido jogar truco no bairro Pedra Redonda e quando retornaram apara o sítio, na porteira, o rapaz desceu para abri-la enquanto o patrão aguardou no carro.

Neste momento, um homem encapuzado se aproximou do veículo, com uma arma de fogo em punho, e efetuou disparos contra a vítima. Após a execução, o autor teria ainda dado a volta por trás do carro, aberto a porta do passageiro e disparado mais um tiro.

Com medo de ser ferido, o rapaz que acompanhava a vítima pulou a porteira e correu em direção a casa. Ele acredita que o autor não tinha mais munições, por isso não foi atrás dele.

A testemunha acionou a Polícia Militar, que foi para o local do crime acompanhada por uma ambulância. Na estrada do sítio os policiais encontraram o carro da vítima vazio, com marca de tiros no vidro do lado do motorista e sangue no interior. Seguindo as marcas de sangue no chão os policiais caminharam em direção à casa e, no trajeto, encontraram a vítima caída e ensanguentada, mas ainda com vida.

No hospital José Carlos Pinto Guimarães, de 69 anos, recebeu atendimento médico, mas seu estado era grave e acabou não resistindo.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Poços de Caldas, onde foi constatado que pelo menos quatro tiros a atingiram. Após os trabalhos o corpo foi encaminhado de volta para Caldas, onde familiares e amigos fizeram o sepultamento.

Ainda não há informações sobre o autor do crime.